A instituição Casamento

O homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. Gênesis 2:24

Bíblia

Meu primeiro casamento foi aos 19 anos, com o primeiro namorado, para fugir de uma mãe controladora (hoje ela também é cristã e nos damos maravilhosamente bem, com a graça de Deus). Percebi nos três primeiros anos que o casamento não daria certo. Mas fiquei casada até completar doze. Aquela coisa: a gente vai levando. Mesmo sem amor da minha parte, a separação foi bem difícil, pois a sensação de fracasso pesou.

Morei sozinha por seis anos, me converti nesse meio tempo, e orei muito ao Senhor para que Ele escolhesse o companheiro para mim, pois eu tinha feito tudo errado antes, e queria acertar agora. Encontrei meu marido, presente de Deus na minha vida, e nos casamos há oito anos.

CASAMENTO – EXPERIÊNCIA

Tenho 20 anos de experiência em casamento, mais o que vi convivendo com amigas, e observando outros relacionamentos à minha volta. A maior preocupação é a igreja, a festa, a lua-de-mel. Quando tudo isso passa, vem a rotina, os problemas de convivência, contas a pagar, falta de dinheiro, filhos, divergências com parentes, doenças… Mais a grande ‘oferta’ no mercado externo, se é que me entendem, principalmente as mais ‘velhinhas’ como eu, cujo viço não é mais o dos 20 anos (não me entendam mal, acho que beleza não tem idade, mas muitos homens não pensam assim, infelizmente). Se não houver alicerce em Deus, paciência (muuuuuuuuuita), sabedoria, vai para o buraco mesmo.

Percebam que eu não mencionei a palavra amor. Uma vez, ouvindo um programa cristão que fala de relacionamento, um dos apresentadores disse que amor, antes de ser sentimento, é uma decisão. Que me perdoem as apaixonadas de plantão, mas concordei na hora. Nós decidimos amar uma pessoa, com seus defeitos e deficiências. Passamos por cima de várias coisas, e continuamos ao lado dela.

CASAMENTO – DEFINIÇÃO

Desfrute a vida com a mulher a quem você ama, todos os dias desta vida. Eclesiastes 9:9

Casamento não é um evento, um status de rede social, uma aliança de brilhantes no dedo. Casamento é fazer um chá para o cônjuge na hora da doença, é o marido estender a roupa quando a esposa está com cólica, é comprar aquele doce que ele gosta no meio da semana, é acarinhar as sogras, é saber calar quando o outro chega de mau humor, é juntar dinheiro e planejar em conjunto ‘aquela’ viagem de férias (abrindo mão da renovação do guarda-roupa), é deixar de ver seu programa preferido para assistir ao dele em companhia, é ter paciência infinita quando ela está na TPM, é saber administrar a falta de ânimo dele no shopping, é arrumar a cama juntos, é curtir prazeirosamente uma pizza em casa no sábado à noite pois não sobrou pra sair no final do mês, é dar ânimo ao outro na hora do desemprego, é sonhar juntos e chorar juntos, é dizer que ela está linda quando, na verdade, está uma bolinha aos 9 meses de gravidez, é criar os filhos juntos com sabedoria, é apoiarem-se mutuamente, é continuar a ver a beleza no outro, mesmo com os cabelos brancos (ou a falta deles), as estrias, as rugas. É aprender, todo o dia, a valorizar as qualidades, e minimizar os defeitos.

O resto é apenas um álbum que ficará guardado na estante, um vídeo que ninguém mais verá, e um vestido que ocupará espaço no quarto de hóspedes.

Sugestão de leitura:

Casamento Blindado – Renato e Cristiane Cardoso

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *