Quebrando paradigmas

mudar
imagem Creative Commons

Mudar não fazia parte do meu dicionário. Sempre fui muito metódica, organizada, detalhista. Por conta da minha rotina pesada, que precisa de ordem para funcionar, e do trabalho que exerço no meio jurídico, isso ficou potencializado. E nos últimos anos tornei-me mais reservada, praticamente uma ostra. Fugir de fotos com os colegas, ‘segredar’ sobre minha vida pessoal, almoçar sozinha… normal. Fora a alegria de entrar e sair do trabalho no mesmo horário todos os dias, almoçar no mesmo horário todos os dias, estacionar na mesma vaga comercial todos os dias, nunca me atrasar. Vida chata? Para mim é algo reconfortante.

Mas minha manicure, verdadeira mulher de Deus, sempre me disse que eu sou muito certinha, e que devia quebrar paradigmas (no Aurélio: padrão), mudar a perspectiva. Não é errado ter rotina e gostar das coisas planejadas, o problema é quando algo sai fora da agenda e você se sente caindo de um precipício. E então a mudança começou a ocorrer dentro de mim, vontade de fazer diferente, de experimentar novas coisas. Daí veio o blog (leia mais na página Sobre). E com ele uma série de outras perspectivas, de planos e sonhos. Tem sido difícil me soltar de algumas amarras (me cadastrar no Instagram foi simplesmente saltar de paraquedas, kkkk), mas é como se o mundo passasse a ser mais colorido. Como se, de repente, eu enxergasse todas as maravilhas que Deus colocou aqui para nós. Comecei a parar e conversar com as pessoas (sério, quase não fazia isso, tão ‘bitolada’ em executar primeiro o trabalho), sentar e saborear um sorvete ao invés de simplesmente mandá-lo para o estômago andando às pressas.

Há muito para mudar em mim (continuo sentando no mesmo banco da igreja aos domingos, rs), mas as cortinas que estão se abrindo trazem uma nova maneira de encarar a vida. Enfrentei uma depressão (falo dela aqui) e transformei minha visão do mundo. E você, que paradigmas precisa quebrar? O que precisa mudar?

Romanos 12:2 – Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

estrada amanhecer
foto Creative Commons

 

Sugestão de leitura:

COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ – Jojo Moyes

2 thoughts on “Quebrando paradigmas

  1. Sandrinha, fico feliz pela mudança positiva e desejo muito progresso para você e seus novos planos! Aproveite a vida de todos os meios que lhe forem convenientes e que te tragam a verdadeira felicidade, que é ao lado de Deus. Acredito que a verdadeira felicidade é aquela que te traz paz, independente do que vão pensar, portanto, seja feliz à sua maneira (“às amarras” ou não) e arrisque sempre que possível… de qualquer maneira você jamais ficará arrependida por não ter tentado algo que tanto queria. O trabalho, parte essencial da vida, por mais que seja aquilo que você ama fazer do fundo do coração, ainda não merece 100% do nosso tempo. Nosso tempo é muito valioso para coisas que, em suma, não são tão valiosas assim. Não quando comparadas com a nossa real felicidade, pelo menos.
    Beijos! Fica com Deus!

    1. Poliana, muito obrigada pelo apoio. Deus sempre coloca pessoas à nossa volta para nos ajudar a fazer a obra que Ele nos confiou. Que os seus caminhos também sejam abençoados pelo Senhor. Beijão!

      Sandra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *